fbpx
Entregas e devoluções gratuitas, na Europa.
Qual é a diferença entre o vegetarianismo e o veganismo?
17 Julho, 2019

Quando olhamos para os conceitos veganismo e vegetarianismo parecem querer dizer a mesma coisa. E, à partida, é normal que os achemos no mínimo similares. E a verdade é que são parecidos no sentido em que representam caminhos sustentáveis, mas não são a mesma coisa. 

De forma a nunca mais os confundir, vamos explicar-lhe em que medida é que se parecem e se diferem. 

O que é?

Comecemos pelo vegetarianismo. Trata-se de um estilo de alimentação de base vegetal, que exclui carne e peixe e que pode ou não incluir derivados de origem animal (e.g. leite, ovos, etc.).

Um vegetariano pode ser:

  • Ovo-lacto-vegetariano: consome lacticínios e ovos;
  • Lacto-vegetariano: consome lacticínios, mas não ovos;
  • Ovo-vegetariano: consomem ovos, mas não lacticínios;

De acordo com The Vegan Society, “o veganismo é uma filosofia de vida que procura excluir, na medida do possível e do praticável, todas as formas de exploração e crueldade com os animais, para alimentação, vestuário ou qualquer outra finalidade; e por extensão, promove o desenvolvimento e o uso de alternativas livres de abuso animal para o benefício humano, animal e ambiental. Em termos alimentares, denota a prática de dispensar todos os produtos derivados total ou parcialmente de animais.”

Quais as razões para a mudança?

Uma dieta vegetariana pode ser adotada por motivos diversos, como saúde, ética ou religião. Pode ser vista simplesmente como um meio para ficar em forma.

Já o veganismo tem como foco principal a questão ética pela não exploração animal daí que implica em uma dieta mais radical. Em termos de vestuário, por exemplo exige escolhas mais sustentáveis, cruelty-free. Para responder a esta procura surgiu a Verney, uma marca de calçado vegan. Conheça os nossos modelos aqui .

Quais as vantagens?

A verdade é que ambas as opções são vantajosas para o meio ambiente e terão sem dúvida um impacto positivo na sua vida e na de quem o rodeia. No entanto, o veganismo é sem dúvida a melhor forma de garantir a sustentabilidade e viver livre de crueldade. É um compromisso com o Planeta Terra e os seres vivos. 

Está provado que a indústria pecuária consome 1/3 de toda a água consumida no mundo, para além do claro impacto negativo na vida animal. O veganismo surge como uma opção mais sustentável, tanto neste sentido como, por exemplo quando falamos da indústria das peles e do impacto da indústria tradicional de calçado no meio ambiente (linkar). Quando pomos em perspetiva todas as vantagens do veganismo para o meio ambiente, percebemos que não é um modo de vida assim tão difícil de entender. 

Se está em dúvidas qual o caminho sustentável a seguir, vamos dar-lhe a nossa sugestão.

 Comece por adotar o vegetarianismo e vai aperceber-se das mudanças positivas na sua vida. Quem sabe, funciona mesmo como uma adaptação ao veganismo

Seja vegetariano, vegan ou outro, o mais importante é ser consciente, escolhendo o caminho sustentável que faz sentido para si.

#chooseyourway 🐾